domingo, 26 de setembro de 2010

De Olho no Braille no Marista: 17 de setembro





Um dos alunos do Colégio Marista lendo, com o tato, uma pequena mensagem em Braille contida em uma tirinha de papel.


Professora Patrícia demonstrando a técnica de ensino de Braille através de 2 celas compostas de 6 bambolês cada uma, representando o sinal fundamental do sistema em relevo. Os bambolês são ordenados no assoalho e os participantes são convidados a formar um "Braille Humano".


Nossa super-assistente, Sara, dando instruções a um dos participantes, que não para de olhar para ela com olhos admirados [risos].


Um dos participantes, de olhos vendados e óculos sobrepondo a venda, tateando pequenas letras de plástico, na tentativa de identificá-las.

*
*
*

Foi um dia muito alegre ao lado dessa turminha!
Quer também? Contate-nos!
Patrícia: patriciasbt@gmail.com

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Divulgando ações acessíveis pelo Twitter

Queridos colegas,

É sabido que o Twitter é hoje uma importante ferramenta de informação que, em 140 caracteres, pode comunicar os mais diversos assuntos.

Existe uma tradição nessa rede social que é, às sextas-feiras, os usuários indicarem um perfil a ser seguido, bastando inserir a hashtag #FF ["Follow Friday": sustenido mais duas letras F maiúsculas] antes do endereço da pessoa indicada. Exemplo: #FF @audiodescricao

Fiquei pensando que poderíamos instituir uma hashtag para indicar perfis de pessoas ou instituições que atuam na promoção da acessibilidade em alguma área, e quis partilhar a idéia com vocês.

A hashtag seria #FA [Follow Accessible], precederia, como no modelo anteriormente citado, o endereço do perfil indicado e poderia ser utilizada qualquer dia da semana, quantos perfis e quantas vezes queiram indicar.

Penso ser essa uma forma de se criar uma rede colaborativa de pessoas que trabalham por uma mesma causa, objetivando expandir informações sobre atitudes acessíveis no Brasil e no restante do mundo.

O que vocês acham?

Abraços com cores de inclusão!
Patrícia

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

"De Olho no Braille" na Escola Girassol em 28 de agosto 2010




Parte da turma, atenta na explicação do Sistema Braille

Patrícia falando com a turma.




Turma fazendo atividade em Braille pintado.

Crianças e adultos atentos



Crianças e adultos de olhos vendados.



Crianças com celas Braille formadas por bambolês.

Criança pula para dentro de uma cela Braille feita de bambolê e é observada pela turma atenta!

Adultos e crianças sentados e atentos a tudo.

Patie se aproxima da turma que está de olhos vendados.


sexta-feira, 16 de abril de 2010

Seminário de Apresentação e Difusão do Livro Acessível - MEC Daisy


Já imaginou um livro que literalmente fala você? Já conseguiu pensar numa obra interativa na qual você pode ampliar o tamanho da fonte até que fique perfeitamente confortável para seu grau de visão? Já imaginou um livro repleto de imagens e que qualquer pessoa pode ter acesso, mesmo que seja completamente cega?


Este é o Livro Digital no formato DAISY [Digital AccessibleInformation SYstem], uma tecnologia que vem sendo desenvolvida pela UFRJ e disponibilizada gratuitamente pelo Ministério da Educação sob o nome de MEC Daisy.


Tenho a honra de convidar toda a comunidade escolar e acadêmica da Bahia para o Seminário de Apresentação e Difusão do MEC Daisy. Na ocasião, serão apresentados o Projeto Livro Acessível [UNESCO/MEC] e um Workshop sobre o processo de confecção de livros em DAISY, esta importante ferramenta de inclusão, que une cegos e videntes em torno do prazer de ler.


Local: Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia

Data: 28 de abril de 2010

Hora: 8h30 às 16h


Aguardo a confirmação de sua presença através do envio da ficha para o e-mail: livroacessiveldaisy@gmail.com


Patrícia Silva de Jesus

Consultora do Projeto Livro Acessível

UNESCO/MEC/SEESP

Agradecimentos:

Fundação Pedro Calmon - Biblioteca Pública do Estado da Bahia

Secretaria de Educação do Estado da Bahia - Coordenadoria de Educação Especial




Ficha


Seminário de Apresentação e Difusão do MEC Daisy

28 de abril de 2010

Local: Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia


IDENTIFICAÇÃO:

Nome:

Telefone:

E-mail:

Instituição de origem:

Profissão:

Grau de escolaridade/curso:

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Tem Deficiência Visual? SIM ( ) NÃO ( )

Em caso afirmativo, que tipo? CEGO ( ) BAIXA VISÃO ( )

Outra deficiência? SIM ( ) NÃO ( )

Em caso afirmativo, que tipo?

Utiliza que tipo de tecnologia assistiva? ( ) Braille ( ) Caracteres ampliados ( ) Caracteres comuns ( ) CD ( ) Interprete de Libras ( ) Cadeira de rodas ( ) Bengala ( ) Cão-guia ( )

Outros:

Quais?

Enviar esta ficha, devidamente preenchida, para o endereço eletrônico: livroacessiveldaisy@gmail.com

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Regulamento do Projeto Braille Para Todos

Regulamento do Projeto Braille Para Todos


O Projeto Inclusão Ponto a Ponto, movimento pela democratização do uso do Sistema Braille e outras mídias acessíveis, é uma iniciativa surgida na Bahia em 2007, idealizada pela Professora Patrícia Silva de Jesus, mais conhecida como Patrícia Braille, Especialista em Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, e visa a divulgação e disseminação de livros acessíveis a todas as pessoas. A princípio, o público-alvo era apenas crianças, cegas e videntes, estendendo depois sua linha de alcance a pessoas de faixas etárias e perfis diferenciados. Como desdobramento deste, surgiu o Projeto Braille Para Todos, pretendendo explorar os aspectos estéticos e visuais do Sistema Braille entre pessoas que enxergam. Para divulgação, foram confeccionadas plaquinhas, contendo nomes de pessoas em escrita cursiva e em uma fonte especial para o Word que converte os textos de caracteres comuns em Braille visual, sendo distribuídas pela internet através de blogs e sites de relacionamento como o Orkut.

Para participar deste projeto como parceiro multiplicador, alguns critérios foram previamente estabelecidos;

1 – Comunicar a autora do projeto sobre o interesse e esperar retorno;
2 – Seguir as regras de utilização e confecção do material de divulgação, a saber:
2.1 – Para utilizar até 5 plaquinhas você deverá:

a) Utilizar fonte Segoe Print para a escrita cursiva;
b) Fonte SimBraille para a escrita Braille;
c) Fonte número 48 para todo o texto;
d) Centralizar;
e) Salvar em formato de imagem;
f) Utilizar, em cada imagem, no campo de comentários, o seguinte texto:

Se você gostou dessa idéia, quer utilizar essa imagem ou ajudar a divulgar o Projeto Braille Para Todos, escreva para: patriciasbt@gmail.com

2.2 – Para criar álbum [no caso do Orkut]:

a) Criar um álbum exclusivo para o material do projeto;
b) Utilizar a plaquinha que indica o link das regras como primeira foto do álbum [“Antes de utilizar essas imagens, acesse as regras”];
c) Utilizar o seguinte texto na descrição do álbum:

O Projeto Braille Para Todos é um movimento pela democratização e divulgação do uso do Sistema Braille por pessoas que enxergam. Se você gostou dessa idéia, quer utilizar essas imagens ou ajudar a divulgar o Projeto Braille Para Todos, escreva para: patriciasbt@gmail.com

d) Utilizar o seguinte texto em cada plaquinha individualmente [no campo destinado a comentários]:


Se você gostou dessa idéia, quer utilizar essa imagem ou ajudar a divulgar o Projeto Braille Para Todos, escreva para: patriciasbt@gmail.com

e) Utilizar o campo de descrição de imagem apenas para escrever o nome que aparece na imagem.

Em caso de dúvidas, veja o modelo original:

http://www.orkut.com.br/Main#Album?uid=7727571761133918209&aid=1249816511

terça-feira, 1 de setembro de 2009